Pesquisadores da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ) e Universidade Federal do Amazonas (UFAM), publicaram em 2023 artigo relatando a ocorrência de partículas do vírus da COVID-19 em pacientes mesmo 80 dias pós cura clínica.

Este trabalho se desenvolveu através do acompanhamento realizado pelo FHAJ destes pacientes, e foi o principal resultado da tese de doutorado da discente Juliana Costa dos Santos no Programa de Pós-Graduação em Imunologia Básica e Aplicada (PPGIBA). Através da análise de escovados nasais foi comprovada a presença dos antígenos virais em amostras de todos os 8 pacientes, sendo que 4 deles apresentaram quadro de anosmia (perda parcial ou completa de de olfato e paladar).

As imagens presentes no artigo foram adquiridas em microscópio confocal e de fluorescência operante no CMABio/UEA. Esta investigação ajuda a esclarecer mecanismos da atualmente conhecida como “COVID de longa duração”, assim como a persistência de sintomas e males causados até mesmo pela COVID leve, e é parte integrante de um projeto de pesquisa sob coordenação do Dr. Diego Monteiro de Carvalho apoiado pela FAPEAM por meio do EDITAL N. 006/2020 – PCTI-EMERGESAÚDE/AM – CHAMADA II – ÁREAS PRIORITÁRIAS e intitulado como “CILIAR-COV: ESTUDO DAS MUDANÇAS DA MUCOSA CILIAR NASAL EM PORTADORES DE TRANSTORNOS OLFATIVOS AGUDOS NA CIDADE DE MANAUS DURANTE O ESTADO DE EMERGÊNCIA NA SAÚDE PELA PANDEMIA DE COVID19/SARSCOV-2”.

A publicação se encontra disponível no seguinte link: Viruses | Free Full-Text | Persistence of SARS-CoV-2 Antigens in the Nasal Mucosa of Eight Patients with Inflammatory Rhinopathy for over 80 Days following Mild COVID-19 Diagnosis (mdpi.com)

Categorias: Comunidade

0 comentário

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *